Palmeiras se vê a dez rodadas do título

Ricardo Saibun/Gazetapress

Palmeiras >>>> 53 pontos








São Paulo >>>> 48 pontos








Atlético-MG >>
47 pontos








Goiás >>>>>>>
45 pontos









Se conseguir manter o ritmo de vitórias atual, o Palmeiras encerra jejum de 15 anos sem um título brasileiro em 29 de novembro, quando recebe o Atlético-MG no Palestra Itália. Esta é a conta que o time faz, exaltando a vantagem de cinco pontos na liderança do torneio que se encerra em 11 rodadas. Quem conta é o meia Diego Souza:

- Demos um passo à frente porque estamos com cinco pontos de vantagem. Ou seja, precisam de duas rodadas para passar da gente. Então, se continuarmos assim, faltam dez rodadas para sermos campeões. Este jogo foi importante como uma final e jogamos pensando nisso. O jogo contra o Santos foi tão fundamental para o campeonato como foi contra Cruzeiro, Flamengo, Inter...

O ânimo que atingiu o elenco palmeirense com a conquista dos três pontos foi gerado por Muricy Ramalho. Antes do clássico, o técnico definiu o duelo como fundamental para o time vencer e iniciar uma sequência 'caseira': nas próximas seis rodadas, só deixa o estado de São Paulo para enfrentar o Náutico nos Aflitos. Enfrenta neste período Avaí, Flamengo, Santo André, Goiás e Corinthians.

Em meio a um cenário tão propício para que o time erga a taça que não levanta desde 1994, o elenco tenta se conter. Diego Souza completa:

- É uma vantagem boa, mas temos que saber que o Campeonato Brasileiro é muito difícil. Não tem essa de já sair gritando que é campeão. Só podemos comemorar se ficarmos na liderança depois destas 11 rodadas que faltam.

1 comentários:

SERJAO_O_MARMANJJUS disse...

eu, particularmente, já posso afirmar que se continuar a mesma pegada, o palmeiras já é campeão, com o são paulo correndo por fora a cem quilometros de distancia,
inter, goiás e galo só vão brigar pelas respectivas vagas resyantes da libertadores.
a briga é potencial entre palmeiras, e são paulo, com uma vantagem de 70% para o time verde.
mas, futebol é uma caixinha de surpresa.
tudo pode acontacer e a coisa pode mudar, afinal de contas o são paulo vem provando isso a alguns anos.
mas acho que nesse ano não vai dar.